sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Pandoro

Pandoro, ou Pan d’oro - literalmente pão dourado, por conta de ser bem amarelinho, pois utiliza muitas gemas, assim como o Panettone, é uma especialidade italiana, super popular na época de Natal e Ano Novo.
Tradicionalmente, é um pão super macio e amarelinho, levemente perfumado de baunilha, assado em forma alta em formato de estrela octogonal. E polvilhado com açúcar de confeiteiro aromatizado de baunilha – açúcar baunilhado, ou açúcar vanille, representando os picos nevados das montanhas.
Veja a história e sua relação com o brioche aqui.

Pode ser servido somente fatiado, puro, ou até acompanhado de queijo mascarpone, calda de chocolate, creme chantilly ou creme zabaglione - veja uma receita de zabaglione delicioso que eu postei.

Existem versões com chocolate, recheados de diversas formas, até polvilhado com chocolate também, mas quis trazer a apresentação tradicional.

Vocês já devem ter visto no Comidinhas do Bem, a Laila já preparou o Pandoro, que ficou lindo! Nina e Laila, já agradeci a indicação da receita e a ajuda na tradução, mas repito, pois fiquei super hiper feliz de poder preparar um Pandoro delicioso como este!
Obrigada meninas!


Bem, tenho de dizer agora a verdade: quase joguei a toalha, por umas 3 vezes....
1ª etapa, fácil;
2ª etapa, fácil, tudo bem;
3ª etapa, foi preciso muito ‘muque’ pra juntar todos os farelinhos, mas, depois de alguns suados minutos, tudo bem;
4ª etapa, ... queria saber o nome do santo dos aflitos na cozinha, juntar aquele creme de leite não foi brincadeira não... só ficava lembrando que a Laila disse que era super saboroso, e que fui EU que queria o Pandoro, então vamos em frente, ufa, tudo bem;
5ª etapa, meus queridos, foi no mínimo desesperador, sovar a massa pesada foi um pouco difícil, meus músculos peitorais e braçais(?) estão tinindo, trabalharam como nunca, mas tudo bem. Abrir com o rolo, aiai, já não tinha forças, mas ... é super perfumado, gostoso...... força Laurinha... ponho a manteiga e......... quem disse que ela ficava comportada dentro da massa - quem já fez massa folhada em casa sabe que a manteiga não pode escapar (e a massa não pode rasgar, mas hoje não era o caso, aliás, a Arosa é ótima, não?) Só sei que, meio que dobrei a massa, escapulindo a manteiga mesmo e deixei descansar os 30 minutos.
6ª etapa, coragem Laurinha, vai dar tudo certo, tentei abrir com o rolo, quem disse que ele obedecia, a massa não deixava... resumindo, pus mãos na massa, e durante alguns outros suados minutos, foi estica com a palma da mão, puxa com as pontas dos dedos, estica e puxa, estica e puxa (até perguntei pra Laila se daria certo sovar na batedeira, mas fiquei com dó da bichinha e estrupiar ela), e de repente, o estica e puxa foi ficando mais fácil, mais fácil, até se tornar uma massa super maleável. Deixei descansar – a massa e eu, por 30 minutos, untei formas, dividi a massa e deixei crescer novamente, desta vez pus as formas dentro do forno, desligado, com uma assadeira com água quente, para fazer uma estufinha dentro do forno.
Quando crescidos, retirei a forma com água, assei os pães e......
Que lindos!!!!!


Esqueci tudo que passei (esqueci não, vim escrever aqui, timtim por timtim).
Um dos pandoros fatiei assim que ficou morninho – não deu para esperar esfriar.... O outro, deixei esfriar até a hora de dormir, embalei com plástico filme e levei ao freezer. Vou retirar na noite de Natal, para ficar bem fresquinho.

Atualizo o post depois, para dizer como ele se comportou após freezer, OK!

Ah, inclusive fotografia, pois hoje fatiei somente o de formato pão.



Repetir a receita? Amanhã não, com certeza! Semana que vem, talvez... acho que sim... SIM, vou fazer novamente!


650 g de farinha de trigo
250 g de manteiga, pomada
200 g de açúcar
8 ovos (7 gemas +1 ovo inteiro)
30 g de fermento fresco – usei 10g de fermento biológico seco instantâneo
½ copo de creme de leite fresco – 100ml
raspas da casca de 1 limão – usei laranja
uma pitada de açúcar de baunilha – conforme sugestão da Laila, acrescentei 1 colher de sopa de Cointreau

50 g de açúcar de confeiteiro para polvilhar – usei açúcar baunilhado



Colocar num recipiente 75g de farinha misturar com o fermento e com 10g de açúcar e 1 gema, mexer para unir todos os ingredientes. Se a massa fermentar muito juntar um pouco de água morninha (conforme indicação da Laila, 50ml).
Amasse bem os ingredientes e coloque a mescla num local levemente aquecido (entre 18-20°C) para levedar por cerca de 2 horas. Costumo deixar dentro do microondas, desligado, numa vasilha coberta por filme pvc.

À massa levedada acrescentar 160g de farinha, 25g de manteiga amolecida, 90g de açúcar e 3 gemas.
Misture os ingredientes até o resultado ficar bem homogêneo e deixe a massa levedar por mais 2 horas.

Acrescente ao preparado anterior mais 375g de farinha, 40g de manteiga (sempre amolecida), 75g de açúcar, 1 ovo e 3 gemas.
Trabalhe novamente a massa com delicadeza e deixe repousar mais 2 horas.

Coloque a massa sobre uma superfície enfarinhada e sove bem; abra um buraco no centro incorpore o creme de leite fresco, as raspas de limão e a pitada de baunilha (no meu caso, o Conitreau).
Pese a massa e para cada kg de massa use 150g de manteiga – usei 166g.
Com um rolo de macarrão abra a massa, não muito fina, e coloque no centro os pedaços de manteiga não muito duros.
Espalhe a manteiga sobre a massa, dobre a massa em 3, abra novamente com o rolo e dobre em 3 novamente. Deixe descansar cerca de 30 minutos.

Após esse período repita o processo estica dobra em 3, outra vez mais (totalizando 4 dobras em 3). Deixe repousar mais 30 minutos.

Enquanto a massa descansa, unte 2 moldes altos, sem furo central e polvilhe com o restante do açúcar. Tradicionalmente a forma utilizada é canelada, sem furo central e com formato estrela octogonal.
Como eu não tenho, usei uma forma canelada e outra de pão, tipo bolo inglês.

Coloque a massa sobre a superfície de trabalho, e sove a mão durante alguns minutos, polvilhando farinha se necessário, use o mínimo possível (não acrescentei nadica de nada). Faça duas bolas e coloque-as nas formas já untadas, encha só até metade da capacidade.
Colocar para crescer num forno quentinho ou microondas, e esperar que a massa dobre de volume.

Coloque as formas no forno pré-aquecido a 190°C por cerca de 40 minutos.
Na metade da cocção, abaixe o forno para que os pandoros assem por inteiro, de forma regular.
Desenforme e espere esfriar sobre uma grade.




Polvilhe açúcar de confeiteiro.


Esta receita está participando do evento da Cris, de receitas natalinas.

36 comentários:

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

(SORRISOS)ainda me estou a rir da maneira que a amiga laurinha trabalhou a massa...filha foi duro mas valeu a pena...ficaram divinaisssss...beijinhos doces

Marizé disse...

Laurinha, fiquei até com pena de você, foi duro mas valeu o esforço. Só mesmo você para não desistir á primeira dificuldade.
Para o Natal não não dar tempo, mas no ano novo eu embarco na "saga" do Pandoro.

Beijocas

risonha disse...

eh eh eh... stressada como eu ando, se me meto numa tarefa destas devia ser bonito... era gritos por todo o lado.. acho que nunca ia ter paciência para uma obra destas....
o pandoro ficou lindo laurinha.. valeu bem o esforço

kini disse...

kkkkkkk...isso é que foi trabalhar!!!!!!!!
Deu trabalho mas ficaram lindos.Parabens!!!!
Depois diga como ficou o outro.
Feliz Natal
Bjs

Ps: O que é manteiga,pomada??????

Receitas da Filipa disse...

Valeu bem o esforço não laurinha? Estão lindos!!! Parabéns!
Devo dizer que não conhecia esta receita, nunca tinha ouvido falar em Pandoro. Já tomei nota, pode ser que um dia em que tenha muita paciência me dê vontade de experimentar :-)
Beijinhos e Boas Festas!!
Muita alegria para si e para a sua família

turbolenta disse...

Passei , à pressa, apenas para desejar :

B
O
A
S


F
E
S
T
A
S

Camila Marinho disse...

(muitos risos).... faço idéia a farra na cozinha. Agora, posso ser sincera????? Está lindo de morrer, está com um cara maravilhosa, mas eu prefiro que voce me mande um pedaço pelo correio. Ave Maria!!!! Deu até preguiça de pensar. Pior era se desse errado. E aí, sobrou um pedacinho??? Bjos

Cris disse...

Esta merece uma medalha de ouro Laurinha, amiga, acompanhamos todo o árduo processo, hehe, e terminamos com esta visão linda! Mas a coragem ainda falta para pegar na massa... Que linda contribuição, obrigada! Bjs e um bom Natal para você e sua família!

Ana Elisa disse...

Que maravilha esse pandoro! Por que será que essas receitas de natal sempre parecem uma provação?? Acho que é bem para virar tradição de natal mesmo, do tipo "só faço essa receita uma vez por ano, porque, afe!, como cansa!" Hehehe...
Parabéns pela força de vontade! Fiquei morrendo de vontade de tentar um também!

Beijos e feliz natal!

Letrícia disse...

Laurinha, sei que é feio rir do sofrimento alheio, mas dei boas gargalhadas com as suas aventuras com a massa. Mas você a venceu! Parabéns! E aposto que deve estar uma loucura, de bom, o seu pandoro.

Beijos e bom final de semana (e boas festas, claro!).

Marcia disse...

Laurinha, o esforço valeu a pena! O pandoro está divino! Adorei as informações que vc colocou sobre ele. Parabéns por mais um post fantástico! Bjs.

pipoka disse...

Você hoje escreveu sobre uma experiência que acho que todas nós já devemos ter passado, pois "pôr a mão na massa" não é tarefa fácil, apesar de muitos pensarem que é. O resultado final valeu mesmo a pena e os ensinamentos que vc nos passou valem ainda mais!

bjs grandes e boas festas

Laurinha disse...

Anjinha, trabalhei, ah como trabalhei ontem!

Marizé, vale à pena, fica muito bom!!!

Risonha, obrigada linda, fazer pão na mão ó ótima terapia, só não pode fazer quando estiver danada da vida, pois a sua energia sai pela mãos, já viu que pão vai ficar, né não!

Kini, e deliciosos, hoje pela manhã aqueci um tantinho e passei cream cheese, ficou delicioso!

Filipa, é divertido, só precisa de coragem e mão na massa!

Turbolenta, obrigada linda!

Camila, sobrou pq congelei, o pão já foi todinho... delicioso!

Cris, não sei ^como você é, mas ecasquetei que queria fazer o Pandoro.... gostei de ter feito!

Ana Elisa, vai firme garota, faz e me conta como ficou!

Letícia, sabe que eu ri também, me diverti entre uma sovada e outra...

Marcia, obrigada linda!!!

Pipoka, super obrigada, adorei suas palavras!

Meninas, super obrigada, beijinhos especiais!!!!

Nani do Paulo disse...

Nossa isso deve ter dado um trabalhão e tanto, mas pelo aspecto vejo que realmente valeu a pena.
Beijos ótimo natal e um 2008 repleto de alegrias!

Julia Valsecchi disse...

Passei para dsejar um lindo natal,,, beijos

Suzana disse...

Oh querida Laurinha, foi duro mesmo! Confesso que fiquei com vontade de experimentar mas parece-me que só para o ano!

Feliz Natal!

Bj

Marcel Miwa & Nina Moori disse...

Ufa! Que bom que a receita deu certo! Já fiz o meu, mas assei em forma comum, ficou com cara de Panettone, mas a massa com sabor muito melhor! Já foi metade!
boas festas,
Nina.

anna disse...

Está lindo o teu Pão d'Ouro, eu nunca seria capaz de conseguir ultrapassar as etapas com a determinação que tu usaste...
Fico-me pela bela foto!
Beijinhos.

Flor de Sal disse...

Que o Natal seja delicioso e que o novo ano vos traga todas as alegrias!
Bjnhos!

Virtual Chef disse...

...de passagem apenas para lhe desejar um Feliz Natal e um Fantástico Ano de 2008.
Beijo.

Valentina disse...

Ai que lindo! Vou fazer em janeiro quando voltar pois acho que será dureza resistir.feliz natal!!

Fabrícia disse...

Olá Laurinha,
Conheci seu blog através da Laila. Muito lindo...e que pandoro maravilhoso.
Parabéns....
Fabrícia.

Marcia disse...

Feliz Natal, querida! Que Deus abençoe a sua família com saúde, paz, alegria e receitinhas deliciosas em 2008! Bjs.

Suzana disse...

Laurinha, para si e toda a família um Natal repleto de coisas boas e um brilhante 2008, com todos os desejos a serem realizados.

Beijo

Gi disse...

Laurinha!! To aqui imaginando o seu sacrifício!! rsrsrsrs deve ter te dado uma canseira, minha amiga! Mas afinal, tenho certeza de que valeu a pena e que ficou tudo maciiio, com um sabor fenomenal!! e rende bastante, hein? uma maravilha agora que passou todo o trabalho! =D
Querida, venho lhe desejar um ótimo fim de ano, que seja um momento precioso, com muitas alegrias e paz!! Feliz 2008 também, que seja ainda melhor que este que está acabando!! ;o)
um beijão!

Rosane Vargas disse...

Laurinha, esta é uma visita rápida, só para te desejar boas festas e um ótimo 2008, cheio de novas e deliciosas receitas.

Rosane Vargas
www.batuque-nacozinha.blogspot.com

pipoka disse...

Laurinha,

Vim desejar um Feliz Natal para ti e toda a família e um 2008 recheado de paz, saúde e felicidade.

bjs

Eliana Scaramal disse...

Que lindo!! Concordo com a Cris merece medalha de ouro! :)

Anette disse...

Boa tarrrrrrde, Linda!!!
Apesar dos doces todos deste natal, ainda ia um pedacinho deste!
Beijoca enooooooooorme

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

laurinha deixei-lhe um miminho no meu blogue...beijinhos doces

Sara disse...

Minha querida Laurinha passa lá no meu blog tenho um miminho para si.Beijinhos e tudo de bom.

Miss Slim disse...

Maravilha :)

Bom 2008 :)

Laurinha disse...

Nani, trabalho deu, mas compensou!!

Julia, obrigada linda!

Suzana, experimente, é uma delícia!

Nina, é, o sabor é ótimo mesmo, era bem o que eu queria, super obrigada!!!

Anna, força de vontade também ajudou, você tem razão!

Flor, obrigada!!! Desejo o mesmo a você e todos os seus!

Virtual Chef, muito obrigada, idem idem!!

Valentina, é delicioso, vale a pena a dedicação!

Fabrícia, bem-vinda, obrigada pela visita!

Marcia, obrigada linda, desejo o mesmo a você e todos os seus!

Suzana, obrigada!!!A você e toda a sua família idem idem!!

Gi, super obrigada, você é um amor, idem idem a você e todos os seus!

Rosane, obrigada viu!!

Pipoka, obrigada linda!!

Lica, obrigada!!!

Anette, que bom que voltou, estava com saudades!

Anjinha, vou jájá!

Sara, estou indo agorinha mesmo!

Miss Slim, que bom que gostou!!


Beijinhos a todos, com os votos de num Natal cheio de paz, amor e alegria!!!

Karla Maria disse...

Laurinha,
dá uma trabalheira, mas vale a pena. Tálindo.
Creio que farei um Pandoro por aqui brevemente.
Feliz ano novo!!!!!!
Muita paz, alegria, saúde e amor.
Beijo

Cláudia disse...

Laurinha, estava adorando tudo o que vc falou sobre o blog, as amigas virtuais, eu estava enlevada por suas palavras e concordando com tudo. Chegou a hora do Pan d'oro. É realmente merecida a medalha de ouro. Laila não disse que era tão trabalhoso assim. Agora depois de tudo isso, não sei se vou ter coragem de fazer, só se eu chamar o meu marido para sovar a massa (risos).
Ou melhor, quem sabe no próximo amigo secreto eu ganho um!

bjs, Laurinha. Foi tudo de bom este ano com a participação na blogosfera. Desejo-lhe um ótimo 2008, com tudo que você tem direito, com Fé e Esperança!

bjs

Graça disse...

Oi Laurinha,
Fiz uma vez a receita e a massa ficou mto seca (msm acrescentando a água morna), não cresceu, mas ficou com um sabor mto bom! Estou fazendo de novo, e já faz uma hora que está descansando no primeiro intervalo e não cresceu mto e o fermento estava bom, normal e a massa estava boa. Não sei o que estou fazendo de errado. Estou desanimando de fazer pq estou fazendo tudo igualzinho falam e mesmo assim não funciona. Sei que te deu mto trabalho pra fazer, mas seria ótimo se da próxima vez q fizesse colocasse fotos da massa como deve ficar antes e depois dos intervalos de fermentação, ou como vc mistura os ingredientes, em que ordem, a textura da massa nas etapas, sei lá, alguma luz pra me ajudar pq minha família adora esse pandoro!

Aguardo resposta!

Graça